FEVEREIRO 2020 - Os agrotóxicos estão destruindo as abelhas.
JANEIRO 2020 - Poluição do ar e os malefícios à saúde humana.
Entenda as mudanças climáticas no planeta
5 dicas para ser sustentável em casa.

Planeta Unimed Entenda as mudanças climáticas no planeta

Entenda as mudanças climáticas no planeta

Você reparou que, a cada ano, as temperaturas estão mais altas? Esse é apenas um dos sinais que surgem devido às mudanças climáticas. Ambientalistas e cientistas têm se reunido para debater sobre o assunto e encontrar soluções que amenizem os problemas que já afetam a humanidade.

 

A variação de temperatura, a quantidade de chuvas, a umidade do ar e as correntes marinhas, entre outros aspectos, são comprometidos radicalmente pelas atividades humanas, que têm contribuído para acelerar alterações climáticas, cujas consequências são irreversíveis.

 

Essas mudanças ganharam velocidade após a Revolução Industrial. O uso de combustíveis fósseis aumentou a quantidade de dióxido de carbono e gás carbônico lançados na atmosfera, provocando o efeito estufa. Os gases se acumulam na superfície terrestre e retêm o calor, mantendo a planeta aquecido.

 

Além disso, as queimadas frequentes de florestas e a poluição da água, com o despejo de óleo e outras substâncias, favorecem o desequilíbrio do meio ambiente. Isso provoca o aumento geral da temperatura, alterando drasticamente a vida de plantas, animais e pessoas, em todo o planeta.

 

As geleiras e calotas polares estão derretendo mais rápido, a temperatura dos mares tem subido e os desastres naturais são mais frequentes, impactando na produção agrícola e prejudicando o fornecimento de alimentos. Muitas nações podem até mesmo entrar em conflitos armados, em decorrência desse desiquilíbrio.

 

Grupos importantes da sociedade têm se mobilizado sobre o assunto e levado a conferências os impactos e as diretrizes que precisam ser cumpridas por todos. É necessário controlar o avanço das mudanças climáticas no planeta e evitar catástrofes.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que a falta de água doce, a escassez de alimentos, as inundações, as tempestades, as ondas de calor e a seca mais frequentes são fatores que podem favorecer o aumento de doenças. Ou seja, pode haver um colapso enorme, que exigirá muito tempo de recuperação.

 

É essencial repensar a forma como vivemos atualmente e adotar políticas para a diminuição da emissão de poluentes na atmosfera, além de aumentar e manter áreas verdes preservadas. Também é importante fazer o descarte adequado de lixo doméstico e industrial e investir em fontes de energia renováveis.

 

São medidas que devem ser tomadas a curto, médio e longo prazos pela sociedade, para revertermos o quadro atual. O planeta é nossa casa e mantê-lo saudável é dever de todos.

 

Faça sua parte e incentive familiares e amigos a agirem também. A Unimed apoia esta causa.